Dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão Arterial

Foto: Divulgação

Neste dia, quando todo o Brasil chama a atenção para a conscientização sobre a hipertensão, é necessário dizer que esta doença é bastante silenciosa e sem fazer alarde, afeta pessoas de todas as idades e condições sociais, inclusive crianças e adolescentes.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) considera a hipertensão arterial um problema de saúde pública, uma vez que o número de casos não para de crescer. Estima-se que 30% das crianças com sobrepeso e obesidade apresentam aumento da pressão arterial.

Além da obesidade - que atinge as crianças e adolescentes principalmente pela mudança de estilo de vidas, com a troca de atividades físicas pelos jogos eletrônicos e computadores - outros fatores de risco como histórico familiar de hipertensão, prematuridade, história familiar de cardiopatia congênita ou alterações renais devem ser observados para que o diagnóstico seja realizado o mais precoce possível.

Entre os adolescentes, o cigarro, o consumo de bebidas alcoólicas e de outras drogas, assim como o uso de anabolizantes e de pílulas anticoncepcionais, pesam também como fatores de risco para o surgimento da doença.

Mais uma vez é preciso lembrar que ações preventivas são as mais importantes.

COMPARTILHE

COMENTÁRIOS