Cerveja ou chopp: eis a questão!

Que a cerveja e o chopp são algumas das bebidas preferidas do brasileiro, todo mundo sabe. Que as duas tem praticamente a mesma cor e um sabor bem parecido também.

Foto

No entanto, o que diferencia as duas, tendo em vista que as duas bebidas são feitas dos mesmos componentes? Mesmo sendo semelhantes, as duas possuem características próprias e agradam a todos de várias maneiras. Uns preferem a cerveja, outros o chopp. O que importa, na verdade, pelos menos para os brasileiros, é que ambos estejam estupidamente gelados.

Mas o que difere uma da outra? Uma das diferenças é a forma de fabricação. Enquanto a cerveja passa por um processo de pasteurização, o chopp é servido logo após a maturação. Outro fator que caracteriza um ou outro é nítido a olhos nus: o envasamento. Enquanto a cerveja é mais comum em garrafas ou latas, o chopp é armazenado em barris, geralmente de 10 ou 50 litros, de aço inox. Foto
A cremosidade do líquido também é outro ponto que deve ser notado. O “choque térmico” que a cerveja passa na pasteurização, quando o líquido é aquecido a 60ºC e depois resfriado, a deixa menos cremosa. Já o chopp é bem mais cremoso porque o barril contém gás carbônico extra, que é um dos fatores responsáveis por sua maior cremosidade.

Na Chopperia Marujo, que trabalha com as vendas de cervejas premium, artesanal e chopp, as vendas são praticamente iguais. É claro que quando há uma promoção de um dos produtos, a venda é superior. Mas nada que haja uma grande superioridade. Foto
Ao ser questionado sobre sua preferência, o empresário Luiz Mora Filho não hesitou em declarar sua paixão pela cerveja. “Para mim, a cerveja é muito melhor. Ela tem mais gosto, tem mais malte, não é gaseificada e o sabor é bem mais aguçado. Mas é claro que não tendo cerveja, vou de chopp numa boa”, declarou.

Quem compartilha da preferência pela cerveja é o administrador Roberto José da Silva. “A minha escolha pela cerveja é porque ela é bem mais encorpada e consistente. O chopp é mais leve e deve ser consumido com uma frequência mais rápida. Quando o barril é aberto, tem que acabar logo com ele e a cerveja pode ficar guardada por mais tempo”, disse.

Para a jornalista Luciane Chame, muitos fatores devem ser levados em conta na escolha entre cerveja ou chopp. “Gosto das duas opções, mas se formos avaliar a questão da marca comercial a preferência é bem mais clara. Nesses casos, quando a cerveja e chopp são da mesma marca, eu fico com o chopp”, contou.

Com tanta diferença, é bom lembrar de algumas semelhanças também. A temperatura ideal deve ficar entre 2º e 4º C e o colarinho deve conter uma espuma bem cremosa porque além de revelar a consistência da bebida, retém o seu aroma peculiar.

Comentários