Sobre verdades e mentiras...

Foto: Divulgação

“Os seres humanos não gostam de encarar a Verdade sem adornos. Eles a preferem disfarçada.”

Vamos refletir?

Diz uma parábola judaica que certo dia a mentira e a verdade se encontraram.

A mentira disse para a verdade:

- Bom dia, dona Verdade!

E a verdade foi conferir se realmente era um bom dia. Olhou para o alto, não viu nuvens de chuva, vários pássaros cantavam e vendo que realmente era um bom dia, respondeu para a mentira:

- Bom dia, dona mentira!

- Está muito calor hoje, disse a mentira.

E a verdade vendo que a mentira falava a verdade, relaxou.

A mentira então convidou a verdade para se banhar no rio. Despiu-se de suas vestes, pulou na água e disse:

-Venha dona Verdade, a água está uma delícia.

E assim que a verdade sem duvidar da mentira tirou suas vestes e mergulhou, a mentira saiu da água e vestiu-se com as roupas da verdade e foi embora.

A verdade por sua vez recusou-se a vestir-se com as vestes da mentira e por não ter do que se envergonhar, saiu nua a caminhar na rua.

E aos olhos de outras pessoas era mais fácil aceitar a mentira vestida de verdade, do que a verdade nua e crua.

Pois bem, assim somos nós...

Por receio de sermos apontados, criticados, optamos muitas vezes pela mentira ou omissão. Isso também é forma de mentir.

Todos pedem a verdade, mas quando ela aparece fica aquela sensação. Será que era de fato realmente necessário?

Sim. Acredito que sim. Melhor uma verdade que magoa, que atravessa o outro, do que a falsidade e mentiras que nos tornem seres humanos menores e sem caráter.

Será mesmo que os homens não gostam de encarar a Verdade nua? Eles a preferem disfarçada?

Vamos mudar isso?

COMPARTILHE

COMENTÁRIOS