Sabia que a impaciência pode prejudicar a sua vida?

Foto: Divulgação

A impaciência pode afetar negativamente a vida de uma forma que pode trazer prejuízos para sua saúde, podendo desenvolver doenças, e, também, para sua vida profissional, fazendo com que as oportunidades desapareçam.

Um estudo feito pela professora associada de Psicologia da Baylor University, Sarah Schnitker, denominado “Um exame de paciência e bem-estar”, aponta que as pessoas mais propensas a sofrer problemas cardiovasculares são as impacientes porque tendem a ficar mais estressadas.

Para os que sofrem com a impaciência, no entanto, existe uma boa notícia: é possível adotar algumas estratégias para interromper o processo negativo antes que ele cause qualquer dano profissional ou físico. Ao Business Insider, a pesquisadora listou uma série de práticas para lidar com o sentimento:

1. Reconsidere as suas expectativas
Criar expectativas é algo natural do ser humano. Mas quando elas não são atingidas, as emoções podem sair do controle e gerar frustações e impaciências. Nessas situações, há duas opções: lutar e tentar mudar o que aconteceu ou aceitar a realidade. Aceitar a situação já é um bom sinal de paciência e pode ser um começo para você.

2. Pratique a paciência
O segredo para cultivar a paciência está na mente. O que você escolhe pensar em resposta a um sentimento pode intensificá-lo ou acalmá-lo - esse processo mental é crucial para desenvolver a habilidade de paciência.

3. Fique atento à raiva
A pessoa precisa aprender a separar as ações raivosas dos sentimentos de raiva. É importante lembrar que a raiva e a impaciência geralmente vêm de expectativas não atendidas. De acordo com o estudo, a reavaliação cognitiva, onde a pessoa considera a situação sobre uma nova perspectiva, é a resposta para lidar com momentos de estresse e frustação.

4. Entenda os seus sentimentos
A paciência também pode ser desenvolvida aumentando a fluência emocional, ou seja, a capacidade de reconhecer e dar nome às emoções. Se você mudar a maneira de pensar, isso mudará também a forma como se sente. Primeiro, no entanto, é preciso saber o que é que você está sentindo. A fluência emocional torna mais fácil reavaliar as situações, sendo capaz de nomeá-las.

5. Pratique em momentos menos estressantes
Para aumentar a paciência, o estudo recomenda praticar essas estratégias em momentos que não sejam de estresse elevado. “Tente ser paciente quando o elevador chegar muito devagar. Assim, você terá algumas habilidades desenvolvidas quando chegar a uma situação de risco”, explicou Sarah.

COMPARTILHE

COMENTÁRIOS