O poder transformador das cores

Foto: Divulgação

O desejo de dar cara nova à decoração da casa ganhou mais força com a pandemia. Com a necessidade de distanciamento, as pessoas começaram a ficar mais tempo dentro de casa e passaram a ver os ambientes por outra perspectiva, despertando nelas o desejo de mudar.

E para aqueles que pensam que custa muito transformar a decoração, é porque ainda não conhece o poder das cores na hora de rearranjar os ambientes, a fim de trazer mais vida e personalidade aos espaços. “As pessoas cansaram de ficar muito tempo em um ambiente monótono, sem vida, e trazer cor aos espaços faz toda a diferença para imprimir alegria e influenciar – para melhor – o humor de moradores e visitantes”, declara Eduarda Corrêa, do escritório Eduarda Corrêa Arquitetos Associados.

Segundo a arquiteta, por ser uma reforma rápida, simples e de baixo custo, a pintura das paredes é a maneira mais eficaz e surpreendente de transformar a decoração dos ambientes com muita cor e criatividade. Sem falar que é possível aproveitar os benefícios da cromoterapia, terapia alternativa que objetiva equilibrar a saúde física e mental com o uso das cores. O vermelho, por exemplo, representa coragem, alegria, motivação, emoções do amor e da paixão. Já o amarelo significa inteligência e sabedoria, transmitindo ainda entusiasmo. Para quem busca equilíbrio e tranquilidade, a escolha é pela cor verde, por ajudar a trazer harmonia entre as emoções, o corpo e a mente.

“As tintas e as cores ganharam status de artigo de decoração; elas exercem o papel de protagonistas na ambientação dos espaços, criando sensações e aguçando os sentidos. Isso sem falar que trocar a cor das paredes é um investimento de baixo custo e uma maneira ágil e eficiente de mudar a decoração”, explica Eduarda.

Segundo ela, a versatilidade para compor os ambientes é um dos fatores que fez com que as tintas e as cores se tornassem tão usuais nos últimos tempos, não havendo regras nem limites para a criatividade. “É possível criar diversas possibilidades – desde ambientes monocromáticos com cores fortes, passando por paredes divididas ao meio por duas cores, até abusar das formas geométricas e ousar na composição das cores”.

Com o trabalho e o estudo remoto, houve a necessidade de criar um local específico para exercer esse tipo de atividade e o uso das cores na parede pode exercer a função de dividir os espaços, delimitando o home office do restante da casa. “Destacar um espaço com cores diferentes ajuda a levar o olhar na direção desejada, estabelecendo o espaço que será usado para aquele fim”.

A especialista explica ainda que, para quem busca uma aplicação mais sutil das cores, a aposta deve estar nos detalhes como portas, marcos e molduras de gesso. “Pintar os rodapés, portas, janelas e molduras de gesso do teto com cores vivas é uma forma de dar alegria ao ambiente de forma discreta e elegante”.

Já harmonizar objetos e móveis à pintura da parede é a cereja do bolo para quem busca trazer cor à decoração de olho em ambientes alegres, modernos e sofisticados. “Móveis com tons mais fechados, vasos e luminárias com cores vibrantes funcionam muito bem para trazer vida ao ambiente. Mas deve-se tomar cuidado para não exagerar nos elementos coloridos. Cada espaço deve ser pensado para que as cores combinem entre sim, principalmente em lugares mais sociais como salas e quartos. Já em ambientes mais descontraídos como varandas e espaços gourmets, temos mais liberdade de brincar com as tonalidades”.

Eduarda ressalta a importância de procurar um arquiteto pois ele possui conhecimento específico e está conectado às novidades do mercado para não errar na hora de escolher a cor da nova decoração da sua casa. “Temos total liberdade de trabalhar as cores, mas é preciso fazer isso com harmonia, pensando em cada detalhe para deixar os ambientes bem alegres, aconchegantes e coloridos”.

COMPARTILHE

COMENTÁRIOS