Coisas que só fazem sentido para quem cresceu nos anos 1980

Foto: Divulgação

A jornalista Helena Oliveira, do site Bula Revista, elaborou uma lista que vai fazer muitas pessoas, principalmente aquelas que estão na faixa dos 50 anos, se sentirem nostálgicas. São ações, fatos e produtos que marcaram a década de 80 e que hoje, com a modernidade, parecem sem sentido. Considerada por muitos uma das melhores décadas do século XX, ficam a seguir uma lista para que as pessoas possam matar as saudades.

Vale lembrar que nos anos 80, iniciamos o processo de democratização da política, dando fim ao período da ditadura; época em que as duas Alemanhas se uniram ao derrubar o Muro de Berlim; e um período em que explodiram ícones pops como Michael Jackson e Madonna, dentre tantas outras coisas.

Pelo sim pelo não, segue uma lista que vão fazer muito mais sentido para os que viveram intensamente os anos 80. Claro que tem muito mais coisas que marcaram a década

— Ter um videogame Atari ou Master System

— Comprar dezenas de fichas telefônicas porque o crédito durava apenas três minutos

— Sofrer com os meninos de “A Caverna do Dragão” que nunca conseguiam voltar para casa

— Colecionar minigarrafas da Coca-Cola

— Ter uma bicicleta Monareta

— Aprender a dirigir em um Fiat 147 ou Corcel 2

— Gravar uma fita cassete para presentear alguém

— Ter um Walkman Sony

— Assistir no cinema os clássicos “Curtindo a Vida Adoidado” e “A Garota de Rosa Shocking”

— Primeira aparição de Indiana Jones

— Esperar a Xuxa descer da nave e sonhar ser uma paquita

— Ter um Aquaplay, da Estrela

— Jogar Enduro e River Raid

— Acompanhar pelo noticiário a queda do Muro de Berlim

— Ter um caderno de perguntas e respostas

— Procurar telefones e serviços nas Páginas Amarelas (lista telefônica)

— Ver pela TV o choro do urso Misha no encerramento das Olimpíadas de Moscou

— Ter um videocassete em casa

— Tomar uma multa da locadora de filmes por devolver a fita de vídeo sem rebobinar

— Ter um computador 286 Intel (ou de qualquer outra marca)

— Ter usado três moedas diferentes: Cruzeiro, Cruzado e Cruzado Novo

— Assistir ao Programa do Bozo, no SBT

— Usar e abusar das ombreiras e babados

— Assistir ao Topo Gigio, na Rede Bandeirantes

— Colocar polainas para ir à aula de ginástica

— Fazer um corte de cabelo Mullet à la Chitãozinho e Xororó

— Andar sem cinto de segurança ou cadeirinha, independentemente da idade

—Ter um relógio Champion de trocar pulseira

— Brincar com os amigos na porta de casa.

COMPARTILHE

COMENTÁRIOS