Dia da Doula

Foto: Divulgação

A palavra Doula vem do grego e significa "Aquela que Serve". Essa mulher na antiguidade, era aquela que estava ao lado da parturiente, dando suporte à família, à parteira, e fazendo tudo que fosse possível para auxiliar no parto. Poderia ser uma vizinha, uma amiga, uma parente, no tempo em que o parto era um evento feminino, onde as mulheres da comunidade e da família se reuniam para auxiliar na chegada de uma nova vida. Na contemporaneidade, a definição "aquela que serve", não contempla mais as funções que uma doula oferece, que vai além do servir.

Uma mulher que escolhe ser Doula passa por uma formação onde adquire conhecimento sobre legislação, gestação, parto, puerpério e amamentação, que permitem a ela dar suporte informativo, físico e emocional para mulheres em todo o ciclo gravidico e puerperal. Durante o trabalho de parto a Doula oferece métodos não farmacológicos para alívio da dor, como massagens, orientações quanto a posicionamento, manobras que amenizem a dor e facilitem a descida do bebê; oferece suporte contínuo, incentivando a mulher a seguir em frente, respeitando sempre o seu protagonismo e autonomia. A Doula não realiza procedimentos, nem é a responsável pela assistência técnica do parto, mas ela compõe a equipe multidisciplinar no momento do parto com o objetivo de contribuir para que a mulher e o bebê tenham experiências positivas de parto e nascimento.

Em 2016, foi incluido no calendário oficial do Estado do Rio de Janeiro, o Dia da Doula, sendo instituído o dia 18 de Dezembro para esta data comemorativa, mesmo ano em que foi criada a Lei da Doula (Lei 7314/2016) que prevê que a Doula possa acompanhar parturientes em serviços obstétricos públicos e privados, sem privar a mulher do seu direito de um acompanhante de sua livre escolha.

Em comemoração a este dia, o Parque dos Pássaros irá acolher a Exposição Fotográfica "Ser Doula" do dia 01 à 14 de Dezembro, onde os visitantes poderão conhecer um pouco mais sobre o trabalho destas profissionais. A Exposição é uma realização do Núcleo Regional da Associação De Doulas do Estado do Rio de Janeiro na Baixada Litorânea e Norte Fluminense em parceria com o Colo Coletivo - Grupo Voluntário de Apoio à Gestação, Parto e Puerpério, que já existe há 2 anos no município de Rio das Ostras, e apoio da Secretária Municipal de Meio Ambiente. No dia 14 de Dezembro à partir de 09 horas, será realizada uma Roda de Conversa com Doulas, aberta, gratuita, moderada pelo grupo Colo Coletivo, além da exposição fotográfica e outras atividades oferecidas às gestantes.

Daniela Lima - Doula, Fisioterapeuta, Coordenadora Adjunta do Núcleo Norte Fluminense da Associação de Doulas do Estado do Rio de Janeiro.

COMPARTILHE

COMENTÁRIOS