O diálogo é a essência da boa educação escolar

Foto: Divulgação

A Educação é, por natureza, um ato de diálogo. Ela envolve muitos sujeitos e sua gênese fundamenta-se nas teias que a compõem. Não se pode pensar o processo educativo sem a participação de todos envolvidos e isso não pode ficar restrito ao espaço escolar. Quando se fala em sistema de educação é necessário que haja entendimento sobre quais são os elementos em torno disso e, principalmente, qual o objetivo comum entre eles. Nas entranhas dessas relações é que o diálogo é indispensável ao alcance desse bem comum. Dentro da escola é fundamental a escuta coletiva: gestores, professores, estudantes e famílias são sujeitos que precisam estabelecer um conjunto multidirecional de vozes participativas.

Mas a instituição escolar não pode ficar ensimesmada, uma vez que seus fins são sociais. Isso remete, portanto, à importância de que gestores públicos também tenham uma relação dialógica com a comunidade escolar. Não há “donos” na educação, pois ela é um bem público. No processo de escuta não cabe nenhum tipo de arrogância, sob pena de perdas colaborativas e degradação social.

Tenho repetido algumas vezes que a instituição escola passa pelo momento mais difícil de sua história e isso se dá exatamente por falta de alinhamento de expectativas entre os envolvidos. Ela ainda está debruçada por uma estrutura arcaica, mas hoje seu público é muito diferente. Há muitas mudanças significativas a se levar em conta: na tecnologia, nas questões de gênero, no fluxo comunicacional... No mundo!

É necessário urgentemente que a escola compreenda os novos paradigmas em torno de seus sujeitos e só de forma conjunta é possível que isso seja feito. Também é indispensável que os gestores públicos saibam ouvir as demandas dessa escola que hoje está em crise de objetivos. Tudo isso reforça a necessidade extrema do diálogo, pois não há ensino sem aprendizagem e tampouco transformação sem mãos dadas.

Quero registrar minha imensa alegria de continuar aqui refletindo sobre a educação. Vamos de mãos dadas e até a próxima!

COMPARTILHE

COMENTÁRIOS