Terapia Online, você já pensou nisso?

Foto: Divulgação

Em meu trabalho como psicóloga clínica, tanto em psicoterapia individual como facilitando grupos terapêuticos, eu ajudo pessoas que estejam buscando transformar-se em “sua melhor versão”, seja através do processo terapêutico ou das várias práticas de desenvolvimento humano que a experiência de grupos, treinamentos e palestras pode oferecer. Acredito no potencial do ser humano de inventar para si uma vida plena, onde o bem estar consigo mesmo e com o mundo seja priorizado, bem como o desenvolvimento de suas habilidades e potencialidades para o enfrentamento de suas “crises” ou questões existenciais mais íntimas.

Desde a formação, aprendemos que o cenário privilegiado para tais questões é o consultório, a clínica presencial individualizada. Recentemente, tenho me deparado com a crescente demanda das pessoas pelo atendimento “online”, ou seja, o presencial sendo substituído pela interação mediada pelas tecnologias de informação. Então, coloca-se a questão se, em tal ambiente, os objetivos da psicoterapia de dar acolhimento ao sofrimento psíquico e o desenvolvimento das potencialidades de cada um podem ser plenamente atingidos. Vejamos:

Em um mundo cada vez mais “conectado” e de relações estabelecidas virtualmente, há lugar para a psicoterapia? O atendimento online, ou terapia mediada por tecnologias de informação e comunicação, é uma modalidade de serviço e trabalho clínico oferecida exclusivamente pelos psicólogos a partir de uma regulamentação do Conselho Federal de Psicologia, a Resolução 11/2018. Esse tipo de atendimento se coloca como uma alternativa de ampliação do acesso aos cuidados em saúde mental para uma população cada vez mais acometida por sofrimento psíquico, dores emocionais e mal estar.

Hoje em dia nós fazemos quase tudo online: administramos nossa vida financeira no aplicativo do banco, estudamos em diversos cursos e formações à distância, fazemos compras na nossa loja favorita, programamos viagens e passeios, buscamos entretenimento e relacionamentos, sejam amorosos ou sociais em diversas redes, inclusive fazemos sexo! Porque não fazer também terapia pela Internet? Esse tipo de serviço já é largamente utilizado por profissionais de outras áreas, e vem sendo cada vez mais utilizado por terapeutas ao redor do mundo. Contudo, cabe lembrar que apesar da praticidade e aparente facilidade dos atendimentos, a psicoterapia online é uma prática da Psicologia baseada em evidências, estudos e pesquisas acadêmicas e deve seguir os preceitos e exigências do Código de Ética Profissional do Psicólogo.

A psicoterapia online pode ser um atendimento tão eficaz quanto a clínica presencial, onde é possível o estabelecimento de uma aliança terapêutica real entre paciente e terapeuta, dentro dos limites e especificidades deste tipo de relacionamento: a privacidade do paciente deve ser resguardada em todas as ocasiões, e é responsabilidade do psicólogo garantir isso através do uso de métodos e técnicas adequados para a realização das sessões de forma segura e eficaz. Os atendimentos são realizados através do uso de uma plataforma de vídeo conferência pela Internet, em dias e horários previamente agendados entre o terapeuta e o paciente, e são regulados por um contrato de prestação de serviços entre as partes, onde são estipulados os detalhes quanto à duração, periodicidade, quantidade de sessões e honorários. Cabe a cada psicólogo estabelecer os termos que convém à sua prática, desde que siga os princípios éticos e técnicos recomendados pelo Conselho Federal de Psicologia.

Já existem diversos sites especializados que oferecem um ambiente seguro, uma espécie de “consultório online”, para uso dos psicólogos e seus pacientes, e essas plataformas vêm se tornando cada vez mais populares. Basta uma busca rápida e você encontrará um grande número de sites e de profissionais, em diversas abordagens, oferecendo este serviço. Como tudo que se faz na rede, vale o bom senso e cuidados na hora de escolher um psicólogo para terapia online: ambiente seguro, referências fidedignas, formação, credenciais, inclusive verificar se o profissional está cadastrado pelo seu conselho regional são itens que devem ser observados!

No entanto, é importante salientar que o atendimento psicoterápico online não deve ser utilizado em todos os casos: há algumas restrições que devem ser respeitadas quanto ao alcance deste serviço, ou seja, em algumas situações específicas é vedado ao psicólogo ofertar este tipo de atendimentos, como por exemplo casos de pessoas em situação de emergência, trauma severo, vítimas de desastres e calamidades, em situação de violência ou de violação de direitos, bem como pacientes em crise, que tenham um histórico de depressão severa ou doença mental mais grave, já há muito estabelecida. Em tais casos, é indispensável o acompanhamento presencial do psicólogo, mais ainda, de uma rede multidisciplinar de profissionais de saúde para garantir a eficácia do tratamento e a saúde integral do paciente.

Vale a pena salientar, ainda, que em qualquer atendimento online o psicólogo deve certificar-se de que haja um “plano B”, ou seja, de que o paciente tenha acesso à uma rede de cuidados presencial, ou um profissional que possa ser referenciado em caso de emergência, para garantir a segurança da pessoa e a continuidade do tratamento.

Como vimos, o atendimento online oferece muitas vantagens, e quando obedecidas as especificidades mencionadas, é seguro, prático, e está ao alcance de qualquer pessoa que tenha acesso à Internet, seja pelo celular, tablet ou computador. Além do conforto de poder fazer uma sessão em casa, ou em qualquer lugar onde você possa ter privacidade por, pelo menos, 50 minutos, não é mesmo?

Todas essas vantagens e considerações me levaram a iniciar o trabalho com psicoterapia online, e tenho recebido um feedback positivo dos meus pacientes. Para saber mais, e agendar uma sessão experimental, entre em contato comigo pelas redes sociais (Direct do Instagram ou Facebook @laratabordapsi), ou me envie um email para florescerpsi.contato@gmail.com.

Seja em um atendimento psicoterápico online, ou no tradicional atendimento clínico presencial, o importante é cuidar de você, investir na sua saúde, e não há saúde integral sem saúde mental. Como diz uma postagem bem popular na Internet, “você procura um advogado porque tem direitos, e um psicólogo porque tem avessos”, não é mesmo? Espero que este conteúdo tenha ajudado você de alguma forma, até a próxima!

COMPARTILHE

COMENTÁRIOS